O porquê de eu não gostar de Game of Thrones e George R. R. Martim.

Esse post contém Spoilers de Game of Thrones até s04ep08.

Screen-shot-2013-11-20-at-9.52.03-AM

Mortes marcadas em cada página.

É claro que acabei de pisar no formigueiro, dizendo que eu não gosto de George R. R. Martin, porém permita-me explicar. Eu, como escritor, considero George tanto excelente como péssimo. Seu controle de narrativa com certeza deixa para trás 90% dos escritores de hoje, impulsionando os leitores com suas surpresas e mortes. Da mesma forma, a série acompanha esse estilo do escritor, adicionando os famosos “Cliff hangers” (ou recursos de roteiro), onde no final do episódio mostram alguma coisa surpreendente ou deixam algo no ar, para que todo o tédio e cenas cansativas sejam ignoradas e você tenha vontade de assistir o próximo episódio. Isso não é errado, muito pelo contrário, todas as histórias tem partes chatas, maçantes ou lentas que são necessárias para compreender todo contexto da coisa (veja The Walking Dead por exemplo). Por isso eu digo, George R. R. Martin é um excelente escritor.

Mas ele é péssimo pelo mesmo motivo que o torna bom, verdade seja dita, ele ganha tanto reconhecimento e dinheiro que escritor brasileiro se quer sonha, exatamente porque ele tem um excelente controle de narrativa, sabe escrever de forma chocante, sem rédeas, onde muitos escritores falham. Ou seja, ele escreve sem nenhuma censura, e isso é ótimo.

Mas qual o motivo de ele matar tantos personagens?

Isso é simples. A morte daquele personagem querido é sempre culpa de alguém, e uma boa porcentagem é culpa dos Lannisters, que são a fonte do ódio ali. Quantos personagens, a começar pelo líder dos Starks, não encontraram seu fim pelos Lannisters? E agora, o anão que todos amam já está também na mira do escritor, digo, dos Lannisters. Game of Thrones é tratado como uma novela, onde ele direciona o que você deve gostar, quem você deve odiar e recompensa o leitor matando, devagarzinho, alguns personagens odiosos. (Como Joffrey ou aquela mulher que viva naquele castelo alto e morreu sendo empurrada pelo buraco da lua)

É extremamente desnecessária a quantidade de mortes, a forma descrita e como é mostrada no show televisivo. Veja bem, eu não são contra a morte de personagens, ao contrário, acho elas necessárias, contudo, George simplesmente cria seu pequeno universo onde ele despeja todo seu, sabe Deus o quê, no livro e temos esse show de atrocidades, estupros, incestos e mortes. O show é bom e o livro melhor ainda, mas eu realmente me decepcionei com a forma de George R. R. Martin.

É simples Demétrios, não leia ou assista. Claro, eu sei disso. Mas um show com treze milhões de espectadores por episódio, além da quantidade de livros vendidos e ser uma das séries mais pirateadas de todos os tempos dificulta isso, já que preciso conhecer o que está levando tanto as pessoas a frente da televisão e dos livros.

Gostaria de salientar como acontece a morte dos personagens, se vocês ainda não perceberam. Ele faz você gostar do personagem, atacando os Lannisters ou coisa assim, e de repente “flop”, alguém morre, sendo esse alguém justamente aquele ali, que você estava começando a gostar. Poderemos usar a desculpa que isso mostra o poderio dos Lannisters, ou como a vida era dura em mundos medievais, ou a desculpa que você queira, mas os Lannisters e aquela mulher dos dragões são a válvula de escape de alguma coisa interiorizada no George, porque outra explicação não há.

aZPYDQX_460sEu desisti completamente das Crônicas de Gelo e Fogo depois da morte de Oberyn Marten… Aquilo foi simplesmente ridículo. Eu pude ver George R. R. Martin dessa forma, que alguém desenhou e encontrei na internet. Você vê Oberyn alcançando os holofotes, tomando importância na história, fazendo parte de alguma coisa e diferença no roteiro, quando não, morre, de uma forma bizarra ainda por cima. Ah, vamos lá, que que foi isso? Ágil como era e leva uma rasteira boba? Foi aí que eu peguei a coisa, entendi o que ele realmente pretende com seu livro, e dei de ombros, jogando para o ar toda a série e o hype em cima dela.

Sejamos francos, Game of Thrones é extremamente supervalorizada.

Eu acredito que Game of Thrones é perfeito para a televisão, onde vemos aquilo que queremos ver, ou seja, intrigas, frases de impacto, coisas que nos indignam, morte, estupro… E assim por diante, porque é isso que a grande maioria busca ao assistir alguma coisa. Frases de impacto e intrigas, cenas de sexo e gente morrendo, esse tipo de coisa… Lembram de Lost? Todo o hype e a forma que faziam você gostar de um personagem para acabar em um final patético daquele? Pois é, mesma formula, mundos diferentes…

Para quem gosta, assista, porque é realmente muito boa. Mas eu realmente cansei de George R. R. Martin e sua arte.

E3r8qeK

As vezes eu acho que a preferida do George R. R. Martim é a ex-rainha Lannister…