A vida através do para-brisa.

Gosto de dirigir, ver a vida através do pára-brisa. Na verdade, adoro ver a vida através do pára-brisa, coisas se movendo ao redor, a vibração do carro, o céu, a cidade… Não adoro meu carro, afinal, poucas pessoas podem gostar de um Gol 88 velho e gasto, mas gosto da sensação de dirigir, de estar ali.

Gosto porque deixo de ser quem eu sou, passo a ser um carro. Apenas mais um, sem esse compromisso de ser alguém, sem ter que se preocupar com a vida. Um carro é apenas um carro, ele tem que sair de um lugar e chegar no outro, e dento de um carro, me sinto como ele. Meus pensamentos que sempre me agoniam, me sufocam e me torturam, cessam. Eu posso deixar minha mente silenciada por alguns instantes, enquanto me concentro em dirigir. Na verdade, é bem melhor estar dentro do que fora.

Em todos os sentidos, é claro, é melhor estar dentro do que fora. Espere, é melhor estar fora de um forno acesso, mas você captou a idéia. É bom estar lá, mesmo que meu carro seja fedido, velho, sujo, ruim, péssima aceleração, motor a álcool que mal funciona e mais uma série de defeitos. Pelo menos quando saio do trabalho e entro no carro, esqueço que sou um garçom mal pago, que sou um pseudo-escritor, que me mato de preocupação por tudo que acontece ao meu redor e pelos meus problemas virtuais, que não sou nada do que mostro, que não sou nada alem de mais uma pessoa perdida no mundo, sem saber pra onde ir, sem saber como chegar lá.

Por isso eu gosto de ver o mundo através do pára-brisa, a cidade verde de tantas arvores, tanto mato, tantos terrenos sem nada, tanto vazio. Tantas pessoas vivendo suas vidas, tentando sobreviver a esse martírio que é a rotina, lutando para alimentar seus filhos, para que suas famílias continuem unidas, para que nada saia dos trilhos. E eu? Eu nem me importo, eu sou um carro naquele momento, apenas um carro querendo sair de um ponto e chegar ao outro. Não sonho, não tenho pesadelos, não sou feliz nem sofro, sou apenas um carro.

Um carro hipócrita. Um carro que nem sabe que é mesmo um carro.

Um carro escritor, um carro perdedor…

Mas, é ótimo a vista daqui.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s